A capital chilena tem como pano de fundo a paisagem da Cordilheira dos Andes | ©Shutterstock/kwest

Santiago

5 motivos para escolher essa viagem

  • As construções históricas da região central, como o Palacio de la Moneda (sede da presidência) e a Plaza de Armas, onde fica a Catedral.
  • O bairro Bellavista, que tem clima interiorano de dia e vira um reduto boêmio depois que anoitece. É aqui que fica La Chascona, antiga casa do poeta Pablo Neruda, transformada em museu.
  • Las Condes e Vitacura, regiões que revelam a faceta moderna de Santiago.
  • Os passeios às vinícolas dos arredores, como as do Valle del Maipo, e às estações de esqui, como Valle Nevado.
  • O Cerro San Cristóbal, uma colina que abriga o Parque Metropolitano – você pode subir ao topo a bordo de um bondinho funicular e curtir o visual lá de cima.
Casas del Bosque, no Valle de Casablanca | ©Turismo Chile

Check-list antes de fazer as malas

  • Documento Passaporte ou RG.
  • Dinheiro Peso chileno.
  • FUSO HORÁRIO Com horário de verão permanente, Santiago tem o mesmo fuso de Brasília – durante o horário de verão brasileiro (outubro a fevereiro), Santiago fica com uma hora a menos.
  • Idioma Espanhol.
  • Carro A carteira de habilitação brasileira (CNH) válida é suficiente para você dirigir no Chile.

Só tem aqui

Os cafés con piernas, verdadeiras instituições de Santiago. As garçonetes usam vestidos curtíssimos – olhando de longe, você só vê as pernas nuas por baixo dos balcões.

Programe-se

O clima da capital chilena é temperado, com as quatro estações bem definidas e média anual de 15°C. A amplitude térmica é altíssima, com variação de 20°C entre a mínima e a máxima. O inverno (junho, julho e agosto) é a estação chuvosa. Entre março e maio, as parreiras estão carregadas, o que torna as visitas às vinícolas mais interessantes ainda. Para ver neve ou esquiar, o melhor período vai de julho a setembro.

Saiba mais

Santiago já deixou, há muito tempo, de ser apenas uma porta de entrada para o Chile. A capital, que antes só servia como base para os viajantes que seguiam para regiões como Patagônia e Atacama, entrou em evidência. Muito por conta da onda do enoturismo: as famosas vinícolas do Valle del Maipo ficam nos limites da cidade. Assim, aos poucos, Santiago começou a ser descoberta. Seus encantos aparecem no Centro, com a imponente Plaza de Armas e o interessantíssimo Mercado Central. Ou nos bucólicos bairros Bellavista e Brasil, ou em áreas bem mais modernas, a exemplo de Providência, Las Condes e Vitacura. Quer mais dois bons motivos para conhecer a capital chilena? Tudo isso é ligado por um eficiente sistema de metrô – e tem, ao fundo, a espetacular paisagem da gigantesca Cordilheira dos Andes.

  • Las Condes, com os Andes ao fundo | ©Shutterstock/Tifonimages

    Las Condes, com os Andes ao fundo | ©Shutterstock/Tifonimages

  • Palacio de la Moneda | ©Shutterstock/gary yim

    Palacio de la Moneda | ©Shutterstock/gary yim

  • Esqui em Portillo | ©Shutterstock/Soren Egeberg Photography

    Esqui em Portillo | ©Shutterstock/Soren Egeberg Photography

  • Bondinho funicular para Cerro San Cristóbal | ©Shutterstock/Tifonimages

    Bondinho funicular para Cerro San Cristóbal | ©Shutterstock/Tifonimages

  • Loja de artesanato no Pueblito de los Dominicos | ©Turismo Chile

    Loja de artesanato no Pueblito de los Dominicos | ©Turismo Chile

  • Vinícolas do Valle del Maipo | ©Shutterstock/imigra

    Vinícolas do Valle del Maipo | ©Shutterstock/imigra

  • Plaza de Armas | ©Shutterstock/Tifonimages

    Plaza de Armas | ©Shutterstock/Tifonimages

  • Centro de Santiago | ©Shutterstock/Maciej Bledowski

    Centro de Santiago | ©Shutterstock/Maciej Bledowski

  • Mercado Central | ©Turismo Chile

    Mercado Central | ©Turismo Chile

  • Vista aérea da cidade, com a Cordilheira dos Andes ao fundo | ©Shutterstock/JeremyRichards

    Vista aérea da cidade, com a Cordilheira dos Andes ao fundo | ©Shutterstock/JeremyRichards

Confira as ofertas incríveis da To Go