Arcos da Orla de Atalaia | ©Banco de imagens da Embratur

Aracaju

5 motivos para escolher essa viagem

  • O Museu da Gente Sergipana, melhor atração da capital, que revela a identidade do povo do estado com muita tecnologia e interatividade.
  • Os passeios até as cidades históricas de São Cristóvão e Laranjeiras, ambas com belos conjuntos arquitetônicos.
  • As múltiplas atrações da orla de Atalaia, como o Oceanário e o Centro de Arte e Cultura de Sergipe.
  • A Praia do Saco, a mais bela da cidade, próxima à divisa com a Bahia.
  • As escapadas até Brejo Grande e Canindé de São Francisco, para navegar pelo Velho Chico e conhecer sua foz e seus cânions.
Vista da Igreja do Senhor do Bonfim, em Laranjeiras | ©Shutterstock/Roberto Tetsuo Okamura

Check-list antes de fazer as malas

  • FUSO HORÁRIO Segue o horário de Brasília, mas não adota o horário de verão (outubro a fevereiro).
  • Clima A temperatura nunca fica abaixo de 20°C, mesmo no inverno. No verão, época mais seca, os termômetros chegam facilmente aos 30°C. Chove mais entre abril e julho.

Só tem aqui

O Parque dos Falcões, centro de criação e reabilitação de aves de rapina, a 45 quilômetros de Aracaju. Falcões, gaviões e corujas pousam nos braços dos visitantes – o contato direto com os animais é inesquecível.

Programe-se

Em junho, o São João muda o clima da cidade, e Aracaju vira a capital do forró. A programação é intensa, com concursos de quadrilhas, apresentações dos tradicionais trios de zabumba, sanfona e triângulo e shows de artistas famosos. As barracas de comidas típicas dão ainda mais sabor à festa, que rola no Centro, perto do Mercado Público, e na orla de Atalaia.

Saiba mais

Aracaju não é tão badalada como outras capitais do Nordeste, mas quem chega à cidade surpreende-se com a grande quantidade de atrações. E elas aparecem logo de cara. Saindo do aeroporto, por exemplo, todos os caminhos levam a Atalaia, que tem a orla mais animada da cidade. A avenida Santos Dumont, que contorna a praia, tem hotéis, restaurantes, bares, calçadão e diversão para a família inteira no Oceanário e no Centro de Arte e Cultura, lugar para comprar artesanato. É o melhor bairro para você se hospedar, e ponto de partida para conhecer o que a região tem de melhor. Um exemplo? As praias ao sul, com trechos desertos e barracas com boa estrutura. Na praia do Saco, a última antes da divisa com a Bahia, a paisagem impressiona. Reserve ao menos uma tarde para conhecer o centro da capital, onde estão o ótimo Museu da Gente Sergipana, o Palácio Olímpio Campos, que já foi sede do governo estadual, e o Mercado Municipal Antonio Franco, outro ponto de venda de artesanato. Nos arredores de Aracaju, o Parque dos Falcões e os passeios pelo Rio São Francisco são tão imperdíveis quanto as cidades históricas de São Cristóvão e Laranjeiras – a Praça São Francisco, em São Cristóvão, é considerada Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Veja mais dicas de viagens pelo Brasil em To Go Blogs.

  • Praia do Atalaia | ©Banco de imagens da Embratur

    Praia do Atalaia | ©Banco de imagens da Embratur

  • Estátua na Orla de Atalaia | ©Banco de imagens da Embratur

    Estátua na Orla de Atalaia | ©Banco de imagens da Embratur

  • Horizonte da orla de Aracaju | ©Shutterstock/Vinicius Tupinamba

    Horizonte da orla de Aracaju | ©Shutterstock/Vinicius Tupinamba

  • Lago entre o calçadão e a praia em Atalaia | ©Banco de imagens da Embratur

    Lago entre o calçadão e a praia em Atalaia | ©Banco de imagens da Embratur

Confira as ofertas incríveis da To Go