| ©Banco de imagens da Embratur

Búzios

5 motivos para escolher essa viagem

  • A diversidade de praias, de norte a sul – das movimentadas Azeda e Azedinha à quase selvagem Caravelas.
  • A hotelaria: o grande número de pousadinhas, hotéis-boutique e até resorts faz de Búzios um dos destinos com a melhor (e mais variada) oferta de quartos do país.
  • Os passeios de lancha, que exploram o mar de Búzios e incluem quatro destinos: a Ilha Feia, ótima para mergulho livre, e as praias da Ferradura, João Fernandes e da Tartaruga.
  • Os sabores do Bar dos Pescadores, que serve peixe fresquíssimo em Manguinhos, e do Sollar, casa italiana comandada pelo chef estrelado Danio Braga.
  • A escapada até Arraial do Cabo: as prainhas do Pontal do Atalaia, com mar azul-caribe, estão entre as mais belas do litoral do Rio de Janeiro.
Praia dos Ossos | ©Shutterstock/Catarina Belova

Check-list antes de fazer as malas

  • FUSO HORÁRIO Segue o horário de Brasília, e adota o horário de verão (outubro a fevereiro).
  • Clima A temperatura pode passar dos 30°C entre janeiro e março, período mais quente – e mais chuvoso também. Nos outros meses, os termômetros registram médias amenas, entre 15°C e 25°C.

Só tem aqui

A Rua das Pedras, principal símbolo de Búzios. O charmoso calçadão, ponto de encontro a partir do fim de tarde, tem lojas de grifes famosas, bares e restaurantes. A sua continuação é a Orla Bardot, com casas que movimentam a vida noturna da cidade.

Programe-se

A alta temporada é o verão, com preços altíssimos e praias cheias – elas voltam a lotar nos feriados prolongados e nas férias escolares de julho, mês em que a cidade promove seu Festival Gastronômico. Nos períodos de baixa temporada, os preços das hospedagens caem pela metade.

Saiba mais

A história é antiga, mas Búzios faz de tudo para mantê-la viva: o destino era um balneário selvagem até 1964, ano em que a estrela francesa Brigitte Bardot hospedou-se ali. Com ela, o destino ganhou fama, e com a fama chegaram os hotéis, os restaurantes e, principalmente, os turistas. Brigitte Bardot ganhou uma estátua e uma rua em sua homenagem, a Orla Bardot, passeio obrigatório no Centro. A via é a sequência da Rua das Pedras, o famoso e movimentado calçadão que reúne a cidade inteira quando a tarde cai. Durante o dia, é até difícil escolher qual praia visitar – boa opção é fazer, logo na chegada, os passeios de barco ou trolley, que visitam várias praias de uma vez só. Aí você escolhe as que mais gostou para voltar com calma nos dias seguintes. Cada pedaço de areia agrada a um público diferente, mas José Gonçalves e Olho de Boi (que é uma praia de nudismo) têm as mais belas paisagens – elas só perdem em beleza para as prainhas do Pontal, na vizinha Arraial do Cabo, outro programa imperdível para quem visita esse pedaço do litoral carioca.

  • Praia Azeda | ©Shutterstock/Catarina Belova

    Praia Azeda | ©Shutterstock/Catarina Belova

  • Estátua de Brigitte Bardot | ©Shutterstock/Tero Hakala

    Estátua de Brigitte Bardot | ©Shutterstock/Tero Hakala

  • Praia de João Fernandes | ©Shutterstock/ostill

    Praia de João Fernandes | ©Shutterstock/ostill

  • Praia da Armação | ©Banco de imagens da Embratur

    Praia da Armação | ©Banco de imagens da Embratur

  • Praia Ferradurinha | ©Banco de imagens da Embratur

    Praia Ferradurinha | ©Banco de imagens da Embratur

  • Vista da Praia Brava do mirante | ©Banco de imagens da Embratur

    Vista da Praia Brava do mirante | ©Banco de imagens da Embratur

  • Vista aérea da Praia da Armação | ©Banco de imagens da Embratur

    Vista aérea da Praia da Armação | ©Banco de imagens da Embratur

Confira as ofertas incríveis da To Go