Vista do mar, a partir de Santorini

Grécia

5 motivos para escolher essa viagem

  • A sensação incomparável de pisar no chamado “berço da civilização ocidental”, de conhecer monumentos espetaculares e de estar ao lado de referências tão antigas e ao mesmo tempo tão presentes no mundo de hoje, nas ciências, nas artes e na filosofia.
  • A capital Atenas, com a incomparável Acrópole, bairros cheios de charme e dois museus imperdíveis: o da Acrópole e o Arqueológico.
  • As Ilhas Cíclades, como Mykonos, Santorini e Paros, que tão bem retratam os típicos cenários gregos formados por moinhos de vento, praias irretocáveis e povoados de casinhas brancas emoldurados pelo azul do Mar Egeu.
  • A boa mesa: os ótimos vinhos brancos e tintos produzidos no país costumam acompanhar peixes e frutos do mar como lula e polvo fresquinhos.
  • Creta, a maior das ilhas gregas, repleta de registros históricos, cultura, museus, igrejas e mosteiros seculares, além de cidades pitorescas e praias paradisíacas.
Cariátides do templo de Erechtheion | ©Shutterstock/PavleMarjanovic

Check-list antes de fazer as malas

  • Documento Passaporte com validade mínima de 3 meses após a data da passagem de volta e documentos que comprovem os motivos e a duração da viagem (reservas de hotel, bilhete de volta etc.), comprovante de meios financeiros e seguro-viagem com cobertura mínima de € 30 mil para saúde.
  • Dinheiro Euro.
  • FUSO HORÁRIO Cinco horas a mais em relação ao horário de Brasília. Essa diferença pode variar nos períodos de horário de verão.
  • Idioma Grego.
  • Carro Para dirigir no país é recomendável apresentar a Permissão Internacional para Dirigir (PID), que deve ser solicitada no departamento de trânsito da sua cidade.

Só tem aqui

A Acrópole, ou “Cidade Alta”, patrimônio de Atenas e da humanidade. A atração turística mais visitada da Grécia, no alto de uma colina, é uma minicidade que reúne construções imponentes, com cerca de 2500 anos. A mais famosa é o Parthenon, templo erguido em 438 a. c., todo em mármore. No complexo estão também os templos Erechtheion (caracterizado pelas colunas em forma de mulheres) e de Atenas Nike, e os anfiteatros de Herodes Ático e de Dionísio.

Programe-se

A Grécia tem verões quentes e secos, com temperaturas que passam facilmente dos 30°C – e podem chegar aos 40°C! Essa é a melhor época pra visitar as ilhas e suas lindas praias, mas vale lembrar que tudo fica bem cheio e que os preços sobem muito, principalmente entre julho e agosto. É nessa época que rola a ferveção em Mykonos, a ilha mais liberal do Mar Egeu – as praias Paradise e sua vizinha GLS Super Paradise lotam nas mesmas proporções que seus bares e discotecas (entre elas a lendária Cavo Paradiso). Abril e outubro são bons meses pra fugir da altíssima temporada, com um lugar ao sol garantido e um tanto de sossego. Pra curtir apenas a parte histórica, vale viajar em qualquer época do ano –quem vista a Grécia na Páscoa (que geralmente não coincide com a Páscoa católica) encontra a maior festa do país, com procissões, cerimônias nas igrejas e até cardápios especiais nos restaurantes.

Saiba mais

Atenas preserva as marcas de seu passado de glória em pleno centro da cidade: a Acrópole, que coroa a fervilhante capital grega, é uma atração que merece posição de destaque na lista de “lugares para conhecer antes de morrer”. Completam o arsenal ateniense os museus Arqueológico e da Acrópole; o Estádio Pantatenaico, sede dos primeiros jogos olímpicos da era moderna, em 1896; o Mercado Central, com ótimas barracas de especiarias e frutos do mar; e bairros históricos como Monastiraki e Plaka, onde enfileiram-se lojinhas, bares e restaurantes perfeitos pra você provar a moussaka (lasanha de berinjela com molho bechamel), o souvkali (espetinho de carne) e as saladas com queijo feta. Mas as maravilhas da Grécia não se restringem à capital: ruínas e sítios arqueológicos de peso se distribuem por todo o país. Sempre haverá uma porção de história na viagem, seja na península do Peloponeso (em destinos como Corinto, Micenas, Nafplio, Esparta ou Olimpia), em Creta ou nas ilhas Cíclades, onde estão as badaladas Mykonos, Santorini e Paros – conhecidas como as três damas do Mar Egeu, elas são ligadas por linhas de ferries e barcos rápidos, tornando viável conhecê-las numa viagem de pouco mais de uma semana. Em Paros fica uma das cidadezinhas mais charmosas da Grécia: Naoussa, ponto de encontro da alta sociedade de Atenas e de viajantes antenados.

  • Ilha de Zakynthos

    Ilha de Zakynthos | ©iStock/Elina Manninen

  • Museu da Acrópole

    Museu da Acrópole | ©Shutterstock/Haris vythoulkas

  • Parthenon, na Acrópole

    Parthenon, na Acrópole | ©iStock/Ivan Bastien

  • Comida típica grega

    Comida típica grega | ©iStock/Yoeml

  • Entardecer em Santorini

    Entardecer em Santorini | ©iStock/Gianluca Colombi

  • Ruínas romanas

    Ruínas romanas | ©Shutterstock/Inu

  • detalhe da rua de Plaka, bairro de Atenas

    Plaka, bairro histórico de Atenas | ©Shutterstock/Anastasios71

  • Rua em Myrtos, em Creta

    Myrtos, em Creta | ©iStock/clubfoto

  • Detalhe dos domos azuis das casas de Santorini

    Casa de Santorini | ©iStock/jenifoto

  • Entardecer na Acrópole

    Entardecer na Acrópole | ©iStock/Sergey Borisov

  • Praça de Monastiraki

    Praça de Monastiraki | ©Shutterstock/Brigida Soriano

Confira as ofertas incríveis da To Go