Praia da Coroa | ©Banco de imagens da Embratur

Itacaré

5 motivos para escolher essa viagem

  • As praias belíssimas: Itacarezinho, Havaizinho, Engenhoca, Jeribucaçu e Prainha têm paisagens incríveis, entre as mais belas do Brasil.
  • As baleias-jubarte, que visitam o mar de Itacaré para se reproduzir. Passeios de barco levam os turistas para a observação dos animais de julho a outubro.
  • Os cenários perfeitos para a prática de esportes: as praias Tiririca, Jeribucaçu e Engenhoca têm ótimas ondas para surfe; o rio de Contas é o lugar do rafting; a cachoeira do Noré recebe os praticantes de cascading; e na praia do Ribeira há arvorismo e tirolesa.
  • A ótima oferta de hospedagem – dos resorts equipados, como o Txai e o Itacaré Eco Resort, às pousadinhas charmosas, a maioria localizada na Praia da Concha (o centrinho de Itacaré).
  • A natureza exuberante em atrações como a cachoeira do Tijuípe e o passeio de canoa até cachoeira do Engenho.
Praia em Itacaré | ©Banco de imagens da Embratur

Check-list antes de fazer as malas

  • FUSO HORÁRIO Segue o horário de Brasília, mas não adota o horário de verão (outubro a fevereiro).
  • Clima Faz calor o ano todo – entre outubro e março, as temperaturas máximas ficam entre 25°C e 30°C. Mesmo no inverno, quando as mínimas podem chegar perto de 15°C, os termômetros ficam entre 20°C e 25°C nos períodos mais quentes do dia. Março, abril e maio são os meses com maior incidência de chuvas.

Só tem aqui

A Vila Rosa, fazenda do início do século 20 que abre as portas para um passeio imperdível: uma viagem aos tempos do Ciclo do Cacau. Há visita à casa-sede, que ainda guarda mobília de época, e ao pomar, onde o visitante pode colher e provar a fruta fresca.

Programe-se

Os passeios de barco para ver baleias-jubarte em alto-mar estão entre as atrações mais procuradas de Itacaré. Mas eles só ocorrem entre julho e outubro, época em que os animais chegam à costa baiana para se reproduzir. Itacaré tem boas ondas para surfe o ano todo – e tem até escola para quem quer aprender. É entre maio e julho, no entanto, que o mar ganha ondulações constantes e fica perfeito para os surfistas.

Saiba mais

Tem gente que chega a Itacaré atrás de sossego. E tem gente que chega para não ficar parada um minuto sequer. O mais importante é que todo mundo vai embora querendo voltar um dia. Os primeiros, porque podem aproveitar o sossego de resorts exclusivos, como o ultrabadalado Txai, ou de praias desertas, como Siríaco ou Patizeiro. Os mais agitados, porque conseguem rechear seus dias com muita aventura em meio à natureza. O que todos precisam saber é que o acesso a muitas praias é feito por trilhas – e que é mais seguro contratar um guia para percorrê-las. As lindas Engenhoca, Havaizinho e Jeribucaçu estão nessa lista. E que não se deve perder por nada o passeio de barco para observação de baleias (entre julho e outubro) e o tour pela fazenda Vila Rosa, que ensina sobre a importância da cultura do cacau para a região. À noite, o ponto de encontro é sempre o mesmo: a Rua Pedro Longo, no centro, que reúne bares, restaurantes e lojas.

  • Itacarezinho | ©Banco de imagens da Embratur

    Itacarezinho | ©Banco de imagens da Embratur

  • Praia Jeribucaçu | ©Banco de imagens da Embratur

    Praia Jeribucaçu | ©Banco de imagens da Embratur

  • Praia da Coroa | ©Banco de imagens da Embratur

    Praia da Coroa | ©Banco de imagens da Embratur

  • Praia Itacarezinho | ©Banco de imagens da Embratur

    Praia Itacarezinho | ©Banco de imagens da Embratur

Confira as ofertas incríveis da To Go