Os arranha-céus espelhados são a nova faceta da capital panamense | ©Shutterstock/Sylwia Brataniec

Panamá

5 motivos para escolher essa viagem

  • A Cidade do Panamá, capital do país, é ponto de parada dos cruzeiros que exploram as ilhas do Caribe e dos aviões da Copa Airlines, que voam tanto para o Caribe como para os Estados Unidos.
  • O Conjunto Monumental Histórico de Panamá Viejo – as ruínas da antiga Cidade do Panamá, do século 16, são tombadas pela Unesco como Patrimônio da Humanidade.
  • A Cinta Costera, parque com calçadão que acompanha a orla da capital.
  • Os grandes centros de compras, como Albrook Mall e Metroplaza, com preços irresistíveis.
  • Os cerca de 20 cassinos, que movimentam a vida noturna da cidade.
Casco Antiguo | ©Shutterstock/Diego Cervo

Check-list antes de fazer as malas

  • Documento Passaporte com validade mínima de 3 meses e certificado internacional de vacinação contra a febre amarela.
  • Dinheiro Dólar americano.
  • FUSO HORÁRIO Duas horas a menos em relação ao horário de Brasília. Essa diferença pode variar nos períodos de horário de verão.
  • Idioma Espanhol.
  • Carro Carteira brasileira de habilitação (CNH) válida e passaporte.

Só tem aqui

O Canal do Panamá, impressionante obra de engenharia inaugurada no começo do século 20 que encurtou a viagem entre os oceanos Atlântico e Pacífico. Das eclusas de Miraflores dá para ver de pertinho os navios atravessando o estreito canal, com a ajuda de reboques, enquanto técnicos controlam o nível das águas.

Programe-se

O clima no Panamá é tropical, com pouca variação durante o ano – a temperatura média fica em torno dos 27°C. As chuvas são constantes entre maio e janeiro, mês do Panamá Jazz Festival, importante evento da capital (janeiro também é o auge da alta temporada, que vai de dezembro a março, quando os preços ficam mais altos).

Saiba mais

O Panamá, país que conecta a América do Sul e a América Central, sempre foi conhecido pelo seu famoso canal. Mas os brasileiros, em voos de conexão ou a bordo de navios de cruzeiro, estão descobrindo o valor de ter algum tempo livre na capital. A Cidade do Panamá, porta de entrada de todo o movimento turístico, vê as mudanças da última década refletidas em prédios ultramodernos, que podem ser observados no passeio pela Cinta Costera, o calçadão da orla. Eles contrastam, e muito, com o charme das antigas construções do bairro de San Felipe, centro histórico com mansões do século 17 que abrigam lojas bacanas, galerias, restaurantes e hotéis-butique. Perto dali, as barracas do mercado de peixe servem o ceviche panamenho, que leva corvina, suco de limão, aipo e pimenta malagueta. Os enormes centros de compras da Cidade do Panamá, com eletrônicos, perfumes e bebidas a preços tentadores, também merecem uma visita – mas, se fazer compras é o objetivo da viagem, vale seguir até a cidade de Colón, a cerca de 70 quilômetros, zona de comércio livre de impostos. À noite, as grandes atrações são os cassinos, alguns instalados em hotéis de luxo. Quem não quer saber de jogo pode rumar para a Calle República de Uruguay, cheia de bares, ou a San Felipe, onde a casa noturna Habana Panama toca salsa cubana ao vivo até de madrugada.

Veja mais dicas de América Central e Caribe em To Go Blogs.

  • Arranha-céus da Cidade do Panamá | ©Shutterstock/Vilainecrevette

    Arranha-céus da Cidade do Panamá | ©Shutterstock/Vilainecrevette

  • Canal de Panamá | ©Shutterstock/Maksim Rumiantcev

    Canal de Panamá | ©Shutterstock/Maksim Rumiantcev

  • Cidade do Panamá à noite | ©Shutterstock/Maria Maarbes

    Cidade do Panamá à noite | ©Shutterstock/Maria Maarbes

  • Vista da orla | ©Shutterstock/Hannes Vos

    Vista da orla | ©Shutterstock/Hannes Vos

  • Cidade do Panamá: paraíso de compras | ©Shutterstock/Maria Maarbes

    Cidade do Panamá: paraíso de compras | ©Shutterstock/Maria Maarbes

Confira as ofertas incríveis da To Go