Passeio a cavalo | ©Shutterstock/Filipe Frazao

Pantanal

5 motivos para escolher essa viagem

  • A biodiversidade: mais de mil espécies de animais, entre mamíferos, aves, peixes e répteis, vivem em um mosaico de habitats – incluindo cerrado, caatinga e floresta Amazônica.
  • Os safáris fotográficos: veículos 4x4 exploram vias de terra e áreas alagadas para garantir aos visitantes a incrível experiência de observar de pertinho, capivaras, jacarés, tuiuiús, lobos, veados e até onças-pintadas.
  • A Rodovia Transpantaneira, na região do Pantanal Norte, que liga Poconé a Porto Jofre. São 140 quilômetros de terra com 120 pontes pelo caminho. Em suas margens, os aterros que represam as águas dos períodos de cheia são verdadeiros refúgios para os animais.
  • Os hotéis-fazenda, que preservam a cultura local e proporcionam aos hóspedes a experiência do cotidiano pantaneiro.
  • A cozinha do Pantanal, representada principalmente nas receitas que levam peixe – o pintado, a piraputanga e o pacu aparecem em quase todos os cardápios, assim como o caldo de piranha.
Arara azul | ©Shutterstock/Ondrej Prosicky

Check-list antes de fazer as malas

  • FUSO HORÁRIO As regiões do Pantanal Norte (Mato Grosso) e do Pantanal Sul (Mato Grosso do Sul) têm uma hora a menos em relação ao horário de Brasília – ambas adotam o horário de verão (outubro a fevereiro).
  • Clima A região tem clima quente, com médias de temperatura anuais em torno de 24°C – elas só caem nas noites de inverno, quando as mínimas ficam entre 10°C e 15°C. Os verões costumam ser chuvosos e os invernos, secos (leia mais em Programe-se).

Só tem aqui

O contato direto (e inesquecível) com diversos animais, por meio de atividades como os passeios de barco e a cavalo, as observações de aves e os safáris fotográficos.

Programe-se

Os períodos de seca e cheia é que determinam o que você pode fazer no Pantanal. Entre julho e setembro, há maior chance de pegar estradas secas – como a Transpantaneira e a Estrada-Parque. Na cheia, principalmente entre outubro e março, os passeios de barco revelam cenários encantadores.

Saiba mais

Um destino de sonho. Assim é o Pantanal, uma das maiores planícies alagáveis do mundo, entre os estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Para fazer a viagem perfeita, é preciso primeiro entender o lugar, dividido em duas regiões: Pantanal Norte, em Mato Grosso, e Pantanal Sul, em Mato Grosso do Sul. Na primeira, que pode ser conhecida a partir de Cuiabá, o polo de ecoturismo é Poconé, início da Transpantaneira. Outras bases são Barão de Melgaço e Cáceres, onde fica a Lagoa Milagrosa, perfeita para flutuação. No Pantanal Sul, a viagem pode começar em Campo Grande e seguir até Aquidauana, com vários hotéis. Depois vem Miranda (no Centro Referencial da Cultura Terena há boa oferta de artesanato indígena). É a mesma BR-262 que leva ao início da Estrada-Parque, com 120 km, e a Corumbá, última cidade do roteiro – e a mais completa, com hotéis, restaurantes, casario colonial e museus. No norte ou no sul, na cheia ou na seca, a melhor experiência é hospedar-se em um hotel-fazenda e aproveitar os passeios de barco e a cavalo, os safáris, a cozinha tradicional e as rodas de conversa ao pé do fogo, oportunidades únicas para conhecer as histórias e lendas do lugar.

  • Lago com vitórias-régias | ©Shutterstock/FCG

    Lago com vitórias-régias | ©Shutterstock/FCG

  • Onça-pintada | ©Shutterstock/Andre Dib

    Onça-pintada | ©Shutterstock/Andre Dib

  • Ipê rosa | ©Shutterstock/Roberto Tetsuo Okamura

    Ipê rosa | ©Shutterstock/Roberto Tetsuo Okamura

  • Crocodilos no Parque Nacional do Pantanal Matogrossense | ©Shutterstock/Andre Dib

    Crocodilos no Parque Nacional do Pantanal Matogrossense | ©Shutterstock/Andre Dib

  • Paisagem do Pantanal | ©Shutterstock/Filipe Frazao

    Paisagem do Pantanal | ©Shutterstock/Filipe Frazao

  • Pássaros na área alagada do Pantanal | ©Shutterstock/Roberto Tetsuo Okamura

    Pássaros na área alagada do Pantanal | ©Shutterstock/Roberto Tetsuo Okamura

  • Rio no Pantanal | ©Banco de imagens da Embratur

    Rio no Pantanal | ©Banco de imagens da Embratur

  • Arara azul, em Poconé | ©Shutterstock/Roberto Tetsuo Okamura

    Arara azul, em Poconé | ©Shutterstock/Roberto Tetsuo Okamura

Confira as ofertas incríveis da To Go