advertising

Investir em imóveis: renda com aluguel ou fundo imobiliário, o que é melhor, segundo estudo?

imóveis
Imagem: Freepik

Você já pensou em comprar um imóvel para poder gerar renda? Essa é uma estratégia bem conhecida e durante muito tempo foi a principal (quem sabe a única) alternativa de boa parte dos brasileiros para conseguir uma grana extra sem fazer muito esforço

advertising

Entretanto, nos últimos anos a democratização do acesso de pessoas físicas à Bolsa de Valores permitiu que a população tivesse novas alternativas de investimento.

Nesse cenário, os fundos imobiliários passaram a figurar entre as opções disponíveis para gerar renda passiva. Na prática, esses ativos permitem comprar pedaços de vários imóveis por meio de cotas que podem ser negociadas na Bolsa.

Assim, muitos investidores podem se questionar: qual a melhor estratégia para investir em imóveis? 

Uma simulação feita pela Santander Corretora mostrou que, considerando apenas o fator renda –  isto é, sem levar em consideração o potencial de ganho ou perda de capital – o retorno de investimento em fundos imobiliários pode chegar a 30%, em 3 anos

Enquanto isso, quem opta pela renda via aluguel do imóvel consegue um retorno de 9%.

VEJA OS 5 MELHORES FIIS PARA LUCRAR COM IMÓVEIS

Por que é possível ganhar até 3 vezes mais investindo em fundos imobiliários?

Para chegar a esse potencial de retorno dos fundos imobiliários versus aluguel do imóvel, o Santander Corretora considerou um investimento inicial de R$ 300 mil. 

Assim, para estabelecer o quanto um indivíduo poderia ganhar com o aluguel, a instituição tomou como referência o índice FIPE ZAP de janeiro de 2024.

Este índice monitora a evolução dos preços de imóveis residenciais em diversas cidades do Brasil.

Já para estimar a rentabilidade dos FIIs a corretora considerou um retorno mensal de 0,83%, projetado com base no dividend yield do Ifix, índice que reúne os 100 maiores fundos imobiliários da Bolsa brasileira. 

Assim, considerando a aplicação inicial (R$ 300 mil) e o índice Fipe ZAP do mês de janeiro, o retorno líquido mensal do aluguel seria de R$ 1.297,50. Ou seja, 0,43% sobre o investimento, já descontado de impostos.

Enquanto isso, investindo em fundos imobiliários o retorno poderia chegar a R$ 2.487,50 por mês. Ou seja, quem investiu em aluguel lucrou R$ 27.710 em 3 anos, contra R$ 89.550 nos fundos imobiliários. Estamos falando de uma rentabilidade de 9% contra 30%

Observando os números da simulação, investir em fundos imobiliários pode gerar uma renda maior.

Acontece que diferenças importantes de cada uma dessas estratégias de investimento em imóveis podem explicar esse resultado. 

A começar pelos tributos e Imposto de Renda 

Quando um indivíduo compra um imóvel ele precisa pagar Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), escritura, registro, em alguns casos taxa de corretagem

Da mesma forma, ao decidir alugar um imóvel pode ser necessário fazer reformas e contratar os serviços de uma imobiliária, se você não estiver disposto a resolver tudo sozinho. 

Todas essas despesas acabam aumentando o custo do seu investimento, mas em geral, elas não são levadas em conta na hora de estabelecer o valor do aluguel. 

Em contrapartida, ao decidir investir em fundos imobiliários os custos são bem menores. Além disso, a renda gerada por meio dos proventos é isenta de Imposto de Renda

Graças ao surgimento de corretoras com foco em pessoa física, hoje é possível ter acesso aos FIIs pagando corretagens muito baixas. E a custódia da B3 para esses ativos é zero. 

Você tem mais liquidez com os fundos imobiliários

Outra vantagem desses ativos é a sua liquidez. Ou seja, a facilidade com que você consegue se desfazer deles caso precise do dinheiro. 

Em geral, se um investidor quer vender as cotas de um FII, tudo o que ele precisa fazer é gerar uma ordem no homebroker da corretora e provavelmente vai conseguir negociar o ativo no mesmo dia. 

Já com o imóvel físico o processo é muito mais lento e, dependendo da urgência em se desfazer do bem, o investidor pode acabar perdendo dinheiro

Aluguel para inquilinos “A++”

Embora muitas pessoas acreditem que comprar um imóvel físico é um investimento de baixo risco, na prática não é bem assim. 

Ao decidir alugar o seu imóvel você está sujeito a alguns riscos, como por exemplo a depredação do seu patrimônio, inadimplência, além do estresse que um inquilino pode causar.

Nesse aspecto, quem investe em imóveis por meio dos fundos imobiliários pode diluir esses riscos. Para começar, esses ativos contam com gestores altamente qualificados. 

Além de selecionar os melhores imóveis, eles buscam inquilinos “A++” para ocupar esses espaços. E no caso de um inquilino não pagar o aluguel, o investidor não perde 100% da renda pois há outros inquilinos pagando regularmente.

Vale ressaltar que geral são empresas de grande porte, com capacidade para pagar o aluguel e garantir o “pinga-pinga” dos cotistas. 

Por exemplo, na simulação do Santander Corretora, é possível receber um “aluguel” de até R$ 2.487,50 desses inquilinos. 

Entretanto, segundo o analista de fundos imobiliários da Empiricus Research, Caio Araujo, é possível ganhar ainda mais escolhendo os ativos certos

Na opinião do analista, neste momento há 5 FIIs que podem pagar dividendos de até 10,7%, além da valorização das cotas

5 FUNDOS IMOBILIÁRIOS PARA LUCRAR COM IMÓVEIS

Cortesia: conheça as 5 recomendações de Caio Araujo para comprar agora

Araujo está apostando mais uma vez em 5 fundos imobiliários escolhidos estrategicamente para buscar retornos acima da média.

Entre as indicações para comprar agora, você vai encontrar: 

  • Um fundo de papel com potencial de geração de renda (valorização e dividendos) de 10,5% para os próximos 12 meses
  • Um FII de shopping com dividend yield estimado de 9,3% nos próximos 12 meses;
  • Fundo de crédito com desconto e taxa interna de retorno de 10,4%;
  • Um fundo de galpões logísticos com potencial de geração de renda de 8,5% em 2024;
  • FII de lajes corporativas que tem empresas como BNDES e Ambev como suas inquilinas.

A boa notícia é que você pode conhecer os FIIs recomendados de graça, como uma cortesia da Empiricus Research, empresa do Grupo BTG

Basta clicar neste link e seguir as instruções. Ao realizar seu cadastro, você poderá conhecer os ativos e receber as atualizações mensais desta carteira de graça. 

O post Investir em imóveis: renda com aluguel ou fundo imobiliário, o que é melhor, segundo estudo? apareceu primeiro em Empiricus.